Você precisa de um SEO?

Otimização de mecanismos de pesquisa (SEO)

SEO é o acrônimo em inglês de “otimização do mecanismo de pesquisa” ou “otimizador do mecanismo de pesquisa”. A contratação de um SEO é uma decisão importante que pode aperfeiçoar seu site e poupar tempo, mas você também corre o risco de prejudicar seu site e sua reputação. Pesquise as vantagens potenciais, bem como os danos que um SEO irresponsável pode causar ao seu site. Muitos SEOs e outros consultores e agências oferecem serviços úteis para proprietários de sites, incluindo:

• Análise do conteúdo ou da estrutura do seu site
• Consultoria técnica sobre desenvolvimento de sites: por exemplo, hospedagem, redirecionamentos, páginas de erro, uso do JavaScript
• Desenvolvimento de conteúdo
• Gerenciamento de campanhas de desenvolvimento de negócios on-line
• Pesquisa de palavras-chave
• Treinamento de SEO
• Experiência em regiões e mercados específicos.

google

A página de resultados do Google inclui resultados de pesquisa orgânicos e, frequentemente, publicidade paga (indicada pelo título “Links patrocinados”) também. Anunciar no Google não terá qualquer efeito na presença do seu site em nossos resultados de pesquisa. O Google nunca aceita dinheiro para incluir ou classificar sites nos resultados de pesquisa; não há custos para aparecer em nossos resultados de pesquisa orgânicos. Recursos gratuitos, como as Ferramentas do Google para webmasters, o blog oficial do Google para webmasters e nosso fórum de discussão, podem oferecer excelentes informações sobre como otimizar o seu site para pesquisa orgânica.

Se você estiver pensando em contratar um SEO, quanto antes melhor. Um bom momento para a contratação é quando você estiver pensando em mudar o design do site ou planejando lançar um novo site. Dessa maneira, você e o seu SEO podem garantir que o seu site seja criado para ser conveniente para mecanismos de pesquisa do início ao fim. Porém, um bom SEO também pode ajudar a melhorar um site existente.

Embora os SEOs possam oferecer serviços valiosos aos clientes, alguns SEOs com comportamentos antiéticos são vistos com maus olhos no setor por suas práticas de marketing exageradamente agressivas e suas tentativas de manipular de forma inadequada os resultados dos mecanismos de pesquisa. Práticas que violam nossas diretrizes podem resultar em um ajuste negativo da presença do seu site no Google ou até mesmo na remoção do site do nosso índice.

Veja alguns aspectos a serem considerados:

• Tenha cuidado com firmas de SEO e consultores ou agências na web que enviam e-mails inesperados.
Pode parecer incrível, mas nós também recebemos este tipo de spam:
“Prezado google.com.br,
Visitamos o seu site e constatamos que você não aparece na maioria dos principais diretórios e mecanismos de pesquisa…”
Se você receber e-mails não solicitados sobre mecanismos de pesquisa, mantenha o mesmo ceticismo que teria em relação a pílulas dietéticas que “queimam a gordura enquanto você dorme” ou solicitações para ajudar a transferir o dinheiro de ditadores depostos.

Ninguém pode garantir a classificação em primeiro lugar no Google.
Cuidado com os SEOs que dizem garantir a sua classificação ou ter um “relacionamento privilegiado” com o Google ou que anunciam um “envio prioritário” para o Google. Não existe envio prioritário para o Google. Na verdade, a única forma de enviar um site diretamente ao Google é através da nossa página Adicionar URLou enviando um Sitemap, e você pode fazer isso por conta própria sem custo algum.

• Tome cuidado se uma empresa tiver muitos segredos ou não explicar claramente o que pretende.
Se algo não estiver claro, peça explicações. Se um SEO criar um conteúdo fraudulento ou enganoso em seu nome, como páginas de entrada ou domínios “descartáveis”, o seu site poderá ser removido do índice do Google. Em última análise, você é responsável pelas ações das empresas que contratar. Por isso, é melhor verificar exatamente como pretendem “ajudar” você. Se um SEO possui acesso ao FTP do seu servidor, ele deve explicar todas as alterações que estão sendo feitas no seu site.

• Você nunca deve precisar ter um link para um SEO.
Evite SEOs que falam do poder dos links “gratuitos e para todos”, de esquemas de popularidade de links ou que enviam o seu site para milhares de mecanismos de pesquisa. Normalmente, essas ações são inúteis e não afetam a sua classificação nos resultados dos principais mecanismos de pesquisa; ao menos, não de uma forma que você consideraria positiva.

• Escolha com cuidado.
Em caso de dúvida em relação a um determinado SEO, pesquise o mercado. Evidentemente, você pode fazer isso no Google. Você também pode consultar algumas informações que saíram na imprensa, inclusive este artigo em inglês sobre um SEO especialmente agressivo: http://seattletimes.nwsource.com/html/businesstechnology/2002002970_nwbizbriefs12.html. Embora o Google não comente sobre empresas específicas, encontramos firmas que se autodenominam SEOs, as quais adotam práticas que obviamente ultrapassam o comportamento comercialmente aceitável. Tome cuidado.

• Tente entender para onde o dinheiro está indo.
O Google nunca vende as melhores classificações nos seus resultados de pesquisa, mas existem vários mecanismos de pesquisa que combinam os resultados de pesquisa normais com resultados pagos por clique ou por inclusão. Alguns SEOs prometem que você ocupará as primeiras posições nos mecanismos de pesquisa, mas na verdade aparecerá na seção de anúncios, e não nos resultados de pesquisa. Alguns SEOs chegam até a alterar o valor dos lances em tempo real para criar a ilusão de que “controlam” outros mecanismos de pesquisa e que podem escolher onde querem aparecer. Esse golpe não funciona com o Google, pois os nossos anúncios são identificados de forma clara e ficam separados dos nossos resultados de pesquisa. Mas pergunte ao seu SEO em potencial quais taxas se destinam à inclusão permanente e quais se destinam a anúncios temporários.

• Quais são os abusos mais comuns que o proprietário de um site pode encontrar?
Um golpe comum é a criação de domínios “de fachada”, que encaminham os usuários para um site por meio de redirecionamentos fraudulentos. Os domínios de fachada normalmente pertencem a um SEO que alega estar trabalhando em nome de um cliente. No entanto, se o relacionamento não vingar, o SEO poderá apontar o domínio para outro site ou até mesmo para o domínio de um concorrente. Se isso acontecer, o cliente pagou para criar um site concorrente que pertence ao SEO.

Outra prática ilícita é colocar páginas “de entrada” carregadas de palavras-chave em algum lugar do site do cliente. O SEO promete que isso tornará a página mais relevante para um maior número de consultas. Essa afirmação é inerentemente falsa, já que uma única página é raramente relevante para várias palavras-chave. Pior ainda é que essas páginas de entrada frequentemente contêm links ocultos que levam também a outros clientes do SEO. Tais páginas de entrada sugam a popularidade dos links do site e encaminham para o SEO e seus outros clientes, que podem ter sites com conteúdo ilegal ou ofensivo.

• Que outras coisas eu devo verificar?
Alguns sinais de alerta podem indicar que você está lidando com um SEO desonesto. Esta não é uma lista completa, por isso, em caso de dúvida, siga o seu instinto. E, principalmente, não pense duas vezes em desistir se o seu SEO:

• tiver domínios de fachada
• colocar links para outros clientes nas páginas de entrada
• oferecer a venda de palavras-chave na barra de endereços
• não distinguir entre verdadeiros resultados de pesquisa e anúncios exibidos nos resultados de pesquisa
• garantir a classificação, mas somente para frases de palavras-chave longas e obscuras, que você obteria de qualquer forma
• utilizar diversos aliases ou informações WHOIS falsas
• obtiver tráfego a partir de “falsos” mecanismos de pesquisa, spyware ou scumware
• tiver tido domínios excluídos do índice do Google ou se ele mesmo não estiver listado no Google

Se você achar que foi enganado por um SEO, convém denunciar o fato.

Nos Estados Unidos, a FTC (Comissão Federal de Comércio) cuida das reclamações relacionadas a práticas comerciais enganosas ou ilegais. Para registrar uma reclamação, acesse: http://www.ftc.gov/ e clique em “File a Complaint Online” (Registrar uma reclamação on-line), ligue para 1-877-FTC-HELP ou escreva para:
Federal Trade Commission
CRC-240
Washington, D.C. 20580

Fonte: http://support.google.com/webmasters/bin/answer.py?hl=pt-BR&answer=35291

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *